segunda-feira, julho 06, 2009

Estrelinha!

Brilha, brilha estrelinha... não some do meu céu, e nunca me deixe no escuro e sozinha.

Brilha estrelinha, onde quer que você esteja, brilha, brilha minha estrelinha.
Vai, vai longe, mas nunca esqueça o caminho de voltar. Corra atrás dos teus sonhos, mas nunca esqueça o porque sonhou.
Tudo nesta vida tem um porém, um propósito, um porque... Jamais esqueça porque quis tal coisa, qual o propósito daquilo outro, e o porém de tudo isso.
Brilhe no ponto mais alto do céu, quero te ver de cima das montanhas, e também pela janela do meu quarto.
Te darei boa noite singelamente, sem nem se quer perceba a minha presença.
Acariciarei o teu cabelo, fino feito de anjo, e o beijarei a testa como sinal de respeito.
Não deixe nada para amanhã, e não espere do futuro. Somos provas vivas de que o futuro é incerto e traiçoeiro. E também não espere nascer novamente, ninguém me provou que podemos fazer na ‘próxima’ vida algo mais delicioso que nesta, que temos consciência dela, e que vivemos.
Não deixe que jamais lagrimas encham seus olhinhos pequeninos. E nem que escorram pela tua face sem que tenha ninguém para enxugar. Se dedique a alguém, nunca fique só, isso só será pior pra você.
Nunca fale só, cultive amigos como gira-sol em um jardim. Mantenha os queridos por perto, como borboletas voando por entre teus jasmins.
Cuide das tuas florezinhas uma por uma, com cuidado. Prestando atenção no que cada uma dela tem para te oferecer. Deixe exalar todo perfume necessário, regue as com amor, carinho, e dedicação.
Não prenda jamais as borboletas. Elas são livres, e nasceram para voar. Mas nunca se esqueça, se posar perto de você é um sinal de sorte.
Desculpe, mas não posso aceitar ser uma borboleta, e voar sem destino, nem ao menos ser uma flor cravada ao chão.
Serei um anjo no céu, ou mais um ser humano na terra. E você brilhará. Dentro do meu coração. Como uma estrela cadente que me deu boas vindas em um céu tão bonito.
E como o amanhecer, me dando adeus pois chegou sua hora de partir... mais uma vez.



Um comentário:

. disse...

gostoso o seu texto.
bonito.
e complexo...