sábado, setembro 11, 2010

Há uma porção de coisas minhas que você não sabe, e que precisaria saber para compreender todas as vezes que fugi de você e voltei e tornei a fugir. São coisas difíceis de serem contadas, mais difíceis talvez de serem compreendidas — se um dia a gente se encontrar de novo, em amor, eu direi delas, caso contrário não será preciso. Essas coisas não pedem resposta nem ressonância alguma em você: eu só queria que você soubesse do muito amor e ternura que eu tinha — e tenho — pra você. Acho que é bom a gente saber que existe desse jeito em alguém, como você existe em mim.

- Caio Fernando Abreu

3 comentários:

Gi disse...

foi lindo! mesmo...

HSLO disse...

O Caio é uma maravilha...

abraços
de luz e paz

Hugo

camila souza. disse...

CAIO SEU LINDO !