quinta-feira, julho 15, 2010


Porque de repente eu sinto saudades e não sei explicar.
É leve, é grande, mas vem devagar.
Atravessa as minhas ruas, deita no meu travesseiro e me faz imaginar você e todos os seus trejeitos.
Ai corro para te procurar. Atravesso meu pensamento inteiro. Vejo teu rosto nas mil formas de expressão.
E sei que você em algum lugar em mim está. Talvez só vagando no pensamento inteiro. Talvez nas horas que tento parar de pensar.
Penso então ter perdido o controle. Mas não deveria...
Escolhi de fato ter os pés no chão.

Mas não sei, de repente me vejo desvairada, vendo o chão por cima do céu.


Um comentário:

deh ramos disse...

eu gostei tanto daqui.. seu blog tem um ar aconchegante que me encantou! e os textos combinam com a leveza das imagens.. ai, é inspirador!

voltarei mais vezes, tá?
beijos!