sábado, janeiro 30, 2010

Eu passei o dia inteiro pensando em você.


Eu passei o inteiro do dia falando de você.
Eu cansei de ouvir minha boca falar.
Eu cansei da minha boca falar e meu ouvido ouvir falar de você.
Eu cansei por um minuto de querer ser.
E me fiz!
Fiz ser quem jamais quis ser, porque querer ser não me tornaria nem um pouco perto de você.
Quis ser alguém que jamais saberia ser.
Quis ser somente sede para você.
Reinventei, e falei o quis dizer.
Mal pude fechar a boca, e me vinha palavras, e você.
Ai passei a madrugada a pensar.
Acordei porque passei a noite a sonhar.
Me colocaram em um penhasco, e a deriva.
Fui para uma viajem em uma pousada pequena.
Mal coube nós dois naquela cama pequena.
Mas o espaço entre nós era tão grande;
Que deixamos para depois.
Vesti minha roupa de festa.
Calcei o salto que aos meus pés vieram.
Sua mão ainda estava entre meus cabelos.
Seus dedos continuaram entrelaçados entre a nuca.
Aquela musica calma vinha beijar meus ouvidos.
Um tom de francês em voz suave.
Um bom abraço apertado, e o casaco molhado, da chuva que caia.
Ver a madrugada do telhado, por onde a lua se escondia.
Quis acordar do sonho, mas ali vi neve.
Quando acordei do sonho como o sol, eu renascia.
Ouvi um grito de paz.
Era o silencio que meu quarto cobria.
Você estava ali, pude sentir seu cheiro.
Era o abraço de um anjo que senti ao me espreguiçar.
Mas pela noite sentia você por perto.
E quando o sol veio me acordar,
O colchão estava descoberto.
Parecia que me remexi a noite inteira.
Acordei do meio da cama para a beira.
E sozinha.


3 comentários:

camila souza. disse...

voce e linda (:

@vitinhobinho disse...

Magnífico !

Geraldo de Barros disse...

Parabéns Paula, adorei seu blog e suas palavras, voltarei sempre por aqui,

Um abraço,
Geraldo.